segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Então... Se for assim, me prometa algumas coisas.

Não é bem um acordo é apenas um bom entendimento. Então prometa que não vai falar de mim. Apenas, daqui para frente esquecer. Passar uma borracha. Se for falar do passado pra outros, como falavas pra mim, apenas pule. Pode lembrar, mas pule a minha parte. Não quero fazer parte de lembranças de outros.

Se for ser feliz, por favor, longe de mim. Ainda quero a sua dor, aqui agora. Se alguém for feliz primeiro... que seja eu.

Não me pergunte se eu to bem. Não, não hoje.

2 comentários:

Erica Ferro disse...

E dói, e aperta, mas depois afrouxa.

Valéria disse...

A dor só tem a acrescentar.