quinta-feira, 14 de maio de 2009

Obrigada.

Obrigada por me dar as mãos no caminho da vida. Por me ajudar a crescer, a me conhecer em par e passo. Meio que tortos os meus passos, meio que firmes as tuas mãos. Mas sempre a diante, a diante e diante. Claro! Não foi só a tua mão, como também não só receberei ajuda como, também darei as mãos pra tantos que precisam da minha.

E é assim a vida. A gente tropeça aqui, ali, cai, levanta, acerta, corre, desacelera – porém não para, jamais - acerta o passo, cai em buracos fundos, sai de buracos fundos, ganha uma aposta, ajuda e é ajudado, se suja de lama e espirra em alguém. Há inúmeras comparações que podem ser feitas, mas a verdade é somos muito mais que atos e palavras nós somos alma, somos sentimento.

O que mostra o que somos é o que sentimos perante a 'qualquer coisa', independente da coisa. A gratidão é uma peça rara – eu tenho, e você? – que deveria ser encontrada a torto e a direta. A sabedoria se adquire, é fato. A prudência, sorte de quem nasceu com ela, tem quem encontra, tem quem nem se ligue nisto. O caráter, esse é um tabu, mas por incrível que parece, todo mundo - ou quase todo mundo – acaba sendo bom caráter.

Entre centenas de citações e sábios provérbios há algumas verdade, e é ai que encontramos a tal sabedoria dos tais. A gente cresce e começa a pensar na vida e no pouco que já se passou, ela é tanto alem disso. Já agradeceu por TUDO, digo absolutamente tudo que já te aconteceu e rendeu um fruto? Tudo conta pra sabedoria, pra vida, pra tudo. Cada coisa é uma peça pra construção da vida, que um dia acaba e vira fumaça, mas há quem vá lembrar.

Então, agradeça – de joelhos algumas coisas – todos os dias por tudo, pelo que aprendeu pelo que ouviu, pelos erros, pelos acertos, entretanto, mais pelos erros do que pelos acertos. Afinal de contas eles te ajudam a crescer. Eu erro, tu erras, ele erra, nós erramos, vós erreis, eles erram. O erro faz parte da vida... E o perdão também.

Agradeça a isso todos os dias.

Eu já meti os pés pelas mãos, inconseqüente, porém há uma coisa em cada pessoa que se chama: sensatez. Ela pode ser retardada, chamaria então: arrependimento.

Certo! Arrepender-se não muda o passado, mas ajuda o futuro, sendo assim chamaria: aprendizado.

Entenda, são três coisas: sensatez, arrependimento, aprendizado. A grande diferença entre a sensatez e o arrependimento é o fato.

Uma coisa é clara quem aprende com é sensato e, como diria o papai, esperto! Dali pra frente sabe o que vem pela frente.

Então, obrigada pela sensatez. Amadurecer, obrigada também. A vida é assim, obrigada Dona Vida.

Perdoe-se, seja grato, ensine.

Obrigada, de coração, todos que me deram as mãos para tirar do buraco ou estapear-me as fuças quando preciso. Obrigada.

2 comentários:

Flor disse...

Não sei se estou inclusa neste rol de pessoas que te ajudaram, mas também te agradeço por mostrar nas tuas palavras o quão bom que são tropeços da vida.

Obrigada pelo seu comentário no meu blog, fico lisonjeada, sempre!

Beijos. =)

iILÓGICO disse...

Whom should I thank?

e... quem são os músicos populares do pará? quero conhecer!

abs
bju-te?