segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Sem nome.

- Então eu vou ter que esperar mesmo a eternidade pra tu falares? Vou ficar horas a fio aqui, olhando pra tua foto esperando, até mesmo através dela, tu me olhares? Tu achas mesmo que é assim que eu vou superar? Tu achas que a falta faz o serviço que tu, sacana, não tem coragem de terminar. Tu queres que tenha uma sincope toda vez que me procuras pra falar. Tu crês que eu vá dizer sim a todas as tuas investidas. Tu queres que eu fale desesperadamente, como agora, sobre o que penso e espero e tu não vais fazer nada. Tu queres o que afinal? Me ver internada nu hospício, assim, louca de amor, paixão...? O que afinal?

- Sim, quero. Inclusive se o hospício tiver meu nome e se encontrar no meu corpo.

6 comentários:

Hosana Lemos disse...

"Tu queres o que afinal? Me ver internada nu hospício, assim, louca de amor, paixão...? O que afinal?"

me pergunto a todo instante isso, o que afinal aquele dito cujo quer de mim! Acho que no fundo realmente quer me ver louca...vai ficar na vontade! ;)

bjos, flor

Natália disse...

Não espere esse troço, viva a sua vida e mande ele passear definitivamente. Beijos

Pedaços de Tempo disse...

E assim entram no hospício mais dois loucos.. E de que sofrem estes ? pergunta o porteiro - Sofrem da loucura do amor, paixão, responde o médico da vida!

Gostei deste teu monólogo!

Envio-te um sopro de beijos, na esperança louca que passem pelo Atlântico e cheguem ainda quentes,
CR/de

www.carlosribeiro-photos.blogspot.com

Erica Ferro disse...

"Me ver internada nu hospício, assim, louca de amor, paixão...? O que afinal?"

É! O que, maladrinho?!

Tô assim, nesse estado de loucura.

:*

Ricardo Maciel disse...

Será se existe alguém que nunca entrou nessa loucura?
Ou será que existe algum normal?
Será se vala apena nunca enlouquecer dessa forma?

Textos magnífico. Como sempre. =)

Lucas Lima disse...

e são muitos os que nos querem no hospício viu, rsrsrs
Bons dias e bjs